20 de nov de 2009

A consulta psicoterápica com intérprete : vantagens, dificuldades e limites por B. PIRET

A consulta psicoterápica com intérprete : vantagens, dificuldades e limites por B. PIRET


Traduzido do francês por Laurence Reithler


quinta-feira 28 de Junho de 2007, por Dr Bertrand PIRET



No texto seguinte, proponho fazer o ponto da situação sobre a experiência das consultas psiquiátricas com intérpretes na “Consultation Transculturelle” (Consulta Transcultural) dos Hospitais Universitários de Estrasburgo e no âmbito da rede RESPIRE. O quadro desta prática será primeiro lembrado para melhor situar o que está em jogo. Depois as particularidades, vantagens e dificuldades da consulta com intérprete serão descritas, fazendo ressaltar a questão da psicoterapia em vez da terapêutica psiquiátrica porque a primeira é a visada na maioria dos casos. Além disso, perguntar-se a possibilidade da psicoterapia e a que pode responder é a maneira mais objectiva de abordar a noção de “sofrimento psicológico” que é difícil quantificar. A questão da psicoterapia aparece quando existe um pedido e um investimento de um quadro onde a palavra é o material sobre o qual se propõe trabalhar.

Leia mais em: http://www.psf-port.com/spip.php?article9

Nenhum comentário:

Postar um comentário